Tel.:(61) 3435-0364

Fax.:(61) 3435-7687

Compartilhe

Você esta em: > Home > Notícias

Notícias

Destaques

13-12-2013 - FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO..

JUNTOS NÓS PODEMOS CONSTRUIR UM 2014 AINDA MELHOR

18-11-2013 - Drywall: solução oferece rapidez e qualidade ..

A Construction Expo 2013 organizou salão temático com os principais provedores de soluções para este método, reconhecido como uma nova tendência na construção civil brasileira

10-09-2013 - O ALTO CUSTO DOS INSUMOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL BRASILEIRA.

QUANDO 1 + 1 É MENOS QUE 2

Drywall: solução oferece rapidez e qualidade .

Fonte:Revista Grandes Construções, Número 42, Outubro de 2013

Amplamente difundido e consagrado na Europa e nos Estados Unidos, o método construtivo conhecido como construção seca chegou ao Brasil há cerca de uma década e vem ganhando espaço de forma irreversível, a ponto de ser apontada como uma tendência para atender à demanda crescente na construção civil brasileira. Diferentemente das construções convencionais, que utilizam elementos como os tijolos e os blocos de concreto assentados com argamassa e peças de concreto, o sistema lança mão de perfis metálicos, chapas em gesso especial, madeira e chapas cimentícias, entre outros componentes, para obter resultados altamente satisfatórios, como redução do tempo de execução da obra, facilidade de manutenção, flexibilidade nas reformas ou ampliações, boa durabilidade e eliminação dos desperdícios durante a obra, entre outros.

Outra vantagem a se destacar é que a espessura da parede é inferior às convencionais, aumentando o espaço interno da construção. A construção não necessita do uso da argamassa e o reparo, quando necessário, é feito sem barulho ou sujeira.

A ‘parede seca‘, conhecida como Drywall, é composta por uma estrutura rígida e formada por perfis de aço galvanizado – onde são parafusadas as chapas de gesso, compostas por um miolo do mesmo material e por aditivos envoltos em papel-cartão especial. Em ambos os lados, permanece uma estrutura oca por onde passam as instalações elétricas, sistemas hidráulicos e telefônicos.

A parede de Drywall que necessitar de um conforto acústico maior deve ter em seu interior painéis de lã mineral como revestimento; as placas podem ter espessuras menores que as paredes convencionais, o que favorece o aumento da área útil do ambiente (de cinco e sete centímetros). Sua versatilidade também permite que possam ser curvas ou retas e receber qualquer tipo de acabamento: pintura, azulejo, laminado plástico e até mesmo mármore. Os sistemas Drywall podem ser utilizados em paredes, tetos, forros e revestimentos – cada um com suas características adequadas aos diferentes tipos de projetos e ambientes.

Existe também uma estrutura de aço conhecida como Steel Framing, um sistema estruturado em perfis de aço, projetados para suportar as cargas da edificação e trabalhar em conjunto com outros subsistemas industrializados como as placas cimentícias (externo) e placas de gesso acartonado (interno). O Steel Framing é semelhante ao Drywall, mas, conceitualmente, apresenta características distintas. O Steel Framing é o esqueleto estrutural projetado para suportar todas as cargas da edificação. Já o Drywall é um sistema de vedação, que geralmente é montado sobre uma fundação do tipo radier (laje apoiada diretamente sobre o solo) e com alimentações elétricas e hidráulicas já instaladas.

As vantagens desse sistema construtivo foram divulgadas e amplamente debatidas durante a feira Construction Expo 2013, promovida pela Sobratema, de 5 a 8 de junho, no Centro de Exposição Imigrantes, em São Paulo (SP). Uma das empresas que levou essa tecnologia à feira foi a LP Brasil. Em seu estande, ela exibiu os produtos empregados nesse sistema, suas vantagens e aplicações.

A sustentabilidade foi outra característica do sistema, destacado pela LP Brasil. De acordo com executivos da empresa, uma obra em construção seca gera menos de 1% de resíduos, o que representa grande economia para construtoras e proprietários de imóveis. Outro fator importante é a baixa emissão de CO2, até 73% menor que a da construção em alvenaria, por exemplo. Além disso, há uma redução no consumo de energia durante a obra e também depois, com o imóvel pronto, já que os materiais utilizados garantem melhor conforto térmico e acústico.

Na feira, a LP Brasil apresentou várias soluções de alto padrão em cobertura, reforço de Drywall, lajes secas e mezanino. Um destaque apresentado foi a LP Telha Shingle, conhecida pela estética atraente e por assegurar alta resistência, estanqueidade e durabilidade ao telhado. A cobertura, que pode ser usada em projetos com qualquer tipo de arquitetura, é composta por estrutura metálica ou de madeira, contraventada por placas LP OSB Home e, por fim, a LP Telha Shingle, bem mais leve que as tradicionais. São duas opções de modelos: Duration, nas cores cinza grafite e areia; e Supreme, disponível em preto, cinza grafite, cinza aspen, areia, chocolate, terrracota e, a novidade deste ano, a cor verde.

Outro forte player desse mercado, presente à Construction Expo, foi a Placo do Brasil, empresa do Grupo Saint-Gobain. Em sua área, que integrava o Salão da Construção a Seco – um espaço temático em que foram apresentadas soluções, produtos e novidades dos fabricantes sobre o tema –, a empresa exibiu uma parede técnica para demonstrar a instalação do sistema em drywall e todos os acessórios que contemplam os Sistemas Placostil. São eles: perfis, fitas, massas, fixação de objetos, entre outros. Fazem parte desse sistema as Placas ST – Standart (cartão branco), destinada para áreas secas, RU – Resistente à Umidade (cartão verde) e RF - Resistente ao Fogo (cartão rosa). Nessa parede, também estavam expostos o revestimento estruturado e o colado com aplicação da Massa MAP – massa em pó para colagem de revestimentos e pequenos reparos em drywall, disponível em embalagens de 25 kg.

Além da parede técnica, a Placo também expôs as placas especiais da Linha Gyptone, elaboradas com o Active Air, tecnologia projetada para melhorar o isolamento acústico e a qualidade do ar. O Active Air decompõe as emissões de COV (Composto Orgânico Volátil), que são liberados por materiais sintéticos usados em acabamentos de construções, como aditivos de pintura, vernizes, solventes de tintas, e em materiais decorativos (revestimentos como carpetes e papéis de parede), além de produtos de limpeza seca. A concentração dessas substâncias pode gerar desconforto como irritação dos olhos, nariz, e garganta. A tecnologia patenteada do Gyptone Active Air transforma os COVs em componentes inertes não nocivos, podendo reduzir a concentração do composto em até 70% e aumentar o conforto em ambientes residenciais e comerciais.

Lançamentos

Com estande no Salão da Construção Seca, a Transforma Gesso Brasil, lançou na Construction Expo uma nova tecnologia para o setor: o sistema Eureka. Resultado de uma parceria entre Itália e Brasil, a empresa utiliza pioneira e exclusivamente essa tecnologia que possui uma geometria especial para que seus componentes se encaixem perfeitamente.

Na feira, foram expostas as portas para shafts elétricos ou hidráulicos, os alçapões em drywall e as sancas pré-fabricadas em drywall. Entre os benefícios dos produtos estão rapidez na instalação, economia, maleabilidade e estética, uma vez que as portas e alçapões são muito discretos e não interferem no layout arquitetônico, fazendo com que o ambiente ganhe em beleza sem perder a praticidade de um acesso para a manutenção elétrica e hidráulica. A empresa trabalha o gesso acartonado, criando formas geométricas, sendo produzidos em escala industrial, com qualidade e acabamento impecável.

Outro participante do Salão da Construção Seca, a DryNall apresentou a massa pronta DryNall a base de água utilizada para o tratamento de juntas de chapas de gesso acartonado. Pode ser utilizada também em toda a chapa para correção de imperfeições dando um perfeito acabamento.

O produto atende à Norma NBR 15758-1-2009 e está disponível em embalagens de 30 kg, 15 kg e 5 kg. Na Construction Expo 2013, a Drynall ainda apresentou seus lançamentos, como Gesso Projetado, Reboco Projetado e Chapisco Projetado, por exemplo.

Steel Framing

A Tecnobra participou da feira apresentando uma parte importante da cadeia da construção seca: as estruturas metálicas que integram o sistema construtivo. Especializada no desenvolvimento de soluções integradas e aplicações próprias para o setor, a empresa divulgou a produção de projetos para elevação dos painéis e modulação ao sistema construtivo Steel Framing, soluções para facilitar o processo de orçamentação das construtoras, treinamentos e cursos, e especificação de materiais.

A empresa faz o acompanhamento de obras e oferece consultoria total no sistema construtivo, indicando os melhores produtos e insumos a serem aplicados, de forma a reduzir custos e melhorar a qualidade das obras.

 

A Mirante Incorporações não é responsável pelas notícias aqui transcritas, são apenas reproduções da mídia.

Comentários

Não há comentários para esta notícia

Deixe seu comentário

Enviar

Avenida Araucárias, nº. 885 Lojas 04/05 CEP: 71936-250 Águas Claras-DF

Fone: (61) 3435-0364 Fax: (61) 3435-7687

Compartilhe

Copyright 2020 Mirante - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por: