Tel.:(61) 3435-0364

Fax.:(61) 3435-7687

Compartilhe

Você esta em: > Home > Notícias

Notícias

Destaques

13-12-2013 - FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO..

JUNTOS NÓS PODEMOS CONSTRUIR UM 2014 AINDA MELHOR

18-11-2013 - Drywall: solução oferece rapidez e qualidade ..

A Construction Expo 2013 organizou salão temático com os principais provedores de soluções para este método, reconhecido como uma nova tendência na construção civil brasileira

10-09-2013 - O ALTO CUSTO DOS INSUMOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL BRASILEIRA.

QUANDO 1 + 1 É MENOS QUE 2

CONSTRUÇÃO CIVIL EM ALTA GERA MAIS OPORTUNIDADES DE EMPREGO

Fonte:Henrique Moraes - O Fluminense, 27/2/2012

 

Se há uma área que não para de crescer no Brasil esta é a da construção civil. E como o crescimento do segmento está diretamente ligado à criação de postos de trabalho, a quantidade de trabalhadores com carteira assinada no setor dobrou nos últimos cinco anos. Eles eram 1,3 milhão em janeiro de 2006 e passaram a ser 2,7 milhões em dezembro de 2011, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Dados do Caged mostram ainda que em 2011 a construção civil foi responsável pela criação de 222.897 empregos com carteira assinada, registrando o maior crescimento relativo entre outros setores, com elevação de 8,78% em relação ao total de dezembro de 2010.

Antônio Carlos Mendes Gomes, diretor-executivo do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado do Rio de Janeiro (Sinduscon-Rio), avalia que as obras de infraestrutura e de mobilidade urbana que estão sendo feitas no Rio, em função dos megaeventos esportivos, e o incremento do setor imobiliário por causa do crescimento econômico do País contribuíram para o ‘boom’ do setor.

“A construção civil voltou a se desenvolver em 2005 depois de 20 anos de estagnação. Os eventos esportivos e as garantias legais que o Brasil passou a oferecer são os fatores que transformam o País, principalmente o Estado do Rio, em uma das prioridades de investidores”, afirma.

Gomes cita ainda que as aplicações de recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e da caderneta de poupança saltaram de R$ 5,8 bilhões, em 2004, para R$ 83,1 bilhões, em 2010. O que é considerado por ele um outro fator a impulsionar a área.

“Políticas públicas como esta de aumentar o financiamento habitacional resultaram num boom imobiliário. Dessa forma, a construção civil passou a ser um dos setores que mais empregam no Brasil. País que também passou a ser considerado um lugar muito mais seguro para investir”, disse Gomes.

Rio - De acordo com Roberto da Cunha, supervisor técnico do Centro de Referência em Construção Civil do Serviço de Aprendizagem Industrial (Senai-RJ), no Rio serão criados 25 mil novos postos de trabalho somente este ano.

“Até o fim de 2012 vamos formar 20 mil pessoas na área da construção civil. E para dar conta da demanda e da necessidade de formar novos profissionais, vamos inaugurar este ano mais duas unidades de ensino. Em abril uma na região do Porto Maravilha, no Centro do Rio, e outra, em junho, em Curicica, Zona Oeste do Rio”, afirma. 

O Senai-RJ está oferecendo cursos de qualificação para  atuação em diversas funções no processo construtivo, como pedreiro, pintor de obras, orçamentistas, eletricistas de obras, carpinteiro de obras, encanador, desenhista, dentre outros.

“Carpinteiro de forma, pedreiro e técnico em edificações são as profissões com mais carência de profissionais”, avalia. O supervisor técnico do Senai-RJ explica que o técnico em edificações é o auxiliar do engenheiro civil e já começa ganhando R$ 2,2 mil.

“Esse é seu salário base. Dependendo do profissional pode ganhar muito mais. Já o pedreiro e o carpinteiro de fôrma, que é certamente a atividade com maior carência de profissional, ganham em média R$ 1,6 mil”, informa Cunha.

O Senai-RJ oferece também cursos de aperfeiçoamento.

“São voltados para aqueles profissionais que já atuam no setor e querem ampliar o seu leque de atuação”, detalha o supervisor técnico do Senai-RJ.

Faetec - A Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) oferecerá 10 cursos na área de construção civil este ano num total de 22.456 vagas. São eles: instalador de tubulações industriais, instalador hidráulico predial, almoxarife de obras, carpinteiro de obras, eletricista instalador predial de baixa tensão, pedreiro de alvenaria, aplicador de revestimento cerâmico, pintor de obras, cadista para construção civil e armador de ferragem.

“A expectativa é de que os profissionais formados pela Faetec atendam a parte da demanda do mercado, ajudando a minimizar uma eventual escassez de mão de obra”, relata Cláudio Veiga, coordenador do Centro Vocacional Tecnológico (CVT) Itaboraí da Faetec.

Veiga também cita o carpinteiro de fôrma como uma profissão carente e acrescenta mais três: eletricista predial, bombeiro hidráulico e armador de ferro.

O Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC/PUC-Rio) está com inscrições abertas para quatro cursos de extensão e um de especialização no departamento de Engenharia Civil. Obras públicas: planejamento e gestão, engenharia de custos para obras públicas, alvenaria estrutural e inferência estatística aplicada a engenharia de avaliações de imóveis são os de extensão. Já o engenharia de segurança no trabalho é o de especialização.

“Atualmente, a construção civil de modo geral já é considerada por consultores de carreira e profissionais de empresas de recursos humanos como uma das áreas mais promissoras para o desenvolvimento de carreira”, comenta Pedricto Rocha Filho, chefe da Coordenação Central de Extensão da PUC-Rio.

Filho avalia que nos últimos anos, principalmente nas áreas das engenharias, tem-se verificado uma tendência de cursos de curta duração. “São para atender algumas demandas mais específicas”.

 

A Mirante Incorporações não é responsável pelas notícias aqui transcritas, são apenas reproduções da mídia
.

 
 
   

Comentários

Não há comentários para esta notícia

Deixe seu comentário

Enviar

Avenida Araucárias, nº. 885 Lojas 04/05 CEP: 71936-250 Águas Claras-DF

Fone: (61) 3435-0364 Fax: (61) 3435-7687

Compartilhe

Copyright 2020 Mirante - Todos os direitos reservados

Desenvolvido por: